Violência Online
    Notícias | Bibliografia | Faq's | Glossário | Links | Arquivo | Contactos
Apresentação Sociedade Colaborações Legislação Opinião Multimédia Estatísticas
CRIANÇA
Criança

Aspectos gerais do desenvolvimento da criança
2009-03-11

Beatriz Pena 

O desenvolvimento psicoafectivo e maturativo da criança faz-se por etapas, dependendo umas das outras. Assim, cada período ou fase da vida duma criança deve ser olhado como uma pequena peça dum grande puzzle que é a construção da sua saúde mental.

As doenças mentais na infância são raras, contudo as perturbações da saúde mental são cada vez mais frequentes. Este facto só pode ser superado se cada um de nós estiver atento aos sinais de risco que precocemente se manifestam no comportamento infanto-juvenil. As intervenções psicoterapêuticas atempadas poderão evitar situações crónicas ou de difícil solução.

Eis algumas causas que na sociedade contemporânea podem fazer perigar a vida psicológica das crianças e adolescentes:

· crises familiares prolongadas (violência doméstica, divórcio/ separação dos pais, etc.);
· abandonos sucessivos, perdas por luto mal geridas;
· falta de confiança nos prestadores de cuidados ;
· negligência;
· desamor;
· ausência de vínculos afectivos;
· conflitos na escola;
· ausência de supervisão parental;
· solidão e isolamento;
· ausência de mediação em relação ao visionamento dos meios de comunicação social;
· excessiva permissividade parental;
· ausência ou contradição na autoridade, etc.

Os sintomas que podem levar a uma redução da qualidade de vida da criança ou mesmo à perturbação do seu comportamento e, em última análise, à doença mental, são:

· tristeza;
· desmotivação;
· isolamento;
· apatia;
· estados de ansiedade e melancolia;
· alterações bruscas de humor;
· agressividade;
· discurso frequente sobre a temática da morte;
· reactivação dos medos já anteriormente ultrapassados;
· ideias fixas, por exemplo obsessivas, etc.

Se o seu filho apresentar alguns destes sintomas, mantenha-se calmo, converse com ele, tente securizá-lo e analise o ambiente que o rodeia (saiba quem são os seus amigos, os companheiros e por onde anda). Preste-lhe atenção e estabeleça com ele uma relação de confiança. Provavelmente o sintoma passará. Caso isso não se verifique peça ajuda ao seu médico de família. Ele saberá enviar o pedido para as equipas especializadas que funcionam no Departamento de Pedopsiquiatria e Saúde Mental Infantil e Juvenil e que estão permanentemente de prevenção no Hospital Pediátrico de Coimbra.


Endereços e contactos:
Departamento de Pedopsiquiatria e Saúde Mental Infantil e Juvenil
Rua Alexandre Herculano, n.º 17 - Coimbra
Tel. 239855620

Hospital Pediátrico de Coimbra
Av. Afonso Romão S/N
3000-602 Coimbra
Tel. 239 488 700
correio@hpc.chc.min-saude.pt



Comente Comente     Imprimir Imprimir     Enviar artigo Enviar artigo
Classificar artigo:     
2041 visualizações A- A+
ARTIGOS RELACIONADOS
Não tem artigos relacionados.

As mensagens colocadas neste website são avaliadas pela equipa de moderação antes de serem tornadas públicas.
Agradecemos a vossa compreensão.

   
* O Seu Nome:
* O Seu E-mail:
* O Assunto:
* O Seu Comentário:
* Código de Segurança: Confirme o Código de Segurança.
Por favor insira os 6 caractéres que estão presentes na imagem.
A inserção dos caractéres é sensível a maiúsculas e minúsculas (case sensitivity).
 
CNq7VO
  
 
 
* O Seu Nome:
* O Seu E-mail:
* O Nome do Amigo:
* O E-mail do Amigo:
A sua Mensagem:
* Código de Segurança: Confirme o Código de Segurança.
Por favor insira os 6 caractéres que estão presentes na imagem.
A inserção dos caractéres é sensível a maiúsculas e minúsculas (case sensitivity).
 
jdjG3E
  
 
 
PUB
 
OPINIÃO
 
QUESTIONÁRIO
Violência Online Violência Online - informação, investigação, intervenção Violência Online - informação, investigação, intervenção, expertmedia, xmedia