Violência Online
    Notícias | Bibliografia | Faq's | Glossário | Links | Arquivo | Contactos
Apresentação Sociedade Colaborações Legislação Opinião Multimédia Estatísticas
IDOSO
Idoso

Homens idosos vítimas de violência, revela estudo feito em Portugal
2004-09-08

Em Portugal, os idosos vítimas de violência são sobretudo homens casados e as agressões ocorrem no seio da família. O estudo é do criminologista Barra da Costa.

Os idosos vítimas de violência em Portugal são na maioria homens, casados, que na maior parte das vezes sofrem as agressões no seio da família, pelo cônjuge e filhos, segundo uma investigação do criminologista Barra da Costa.
O especialista estudou a "Criminalidade do Idoso" através de uma investigação que abrangeu cinco concelhos da margem sul do Tejo e concluiu que, em matéria de crimes envolvendo pessoas com mais de 60 anos, "as coisas não são como parecem".
"O homem idoso não é um criminoso sexual nato, muito menos um incendiário ou um perigoso homicida. Muito menos a mulher idosa é burlona, criminosa de sangue ou useira e vezeira na prática de crimes contra a honra", escreve Barra da Costa na investigação a que teve acesso a Agência Lusa.
As conclusões terão mesmo contrariado "os estereótipos do quotidiano" referentes aos crimes cometidos na faixa etária da terceira idade.
Barra da Costa considera que, em termos sociais, o idoso português "sobrevive da fé ou da ajuda".
"O velho português não tem dinheiro para pagar remédios e os recursos que recebe só dão para imaginar a comida", escreve o criminologista.
Relativamente à investigação que abrangeu os cinco concelhos da margem sul do Tejo - uma área cuja população total é constituída por 230.792 habitantes - o estudo revela que, em 2003, foram participados 230 crimes de que foram vítimas pessoas com 65 ou mais anos, ou seja, 2,5 por cento do total de 8.653 crimes participados nesse período.

Homens e casados
A primeira surpresa do investigador foi sobre o sexo das vítimas: "Surgem mais vítimas masculinas (59,6 por cento), contra 38,3 por cento do sexo feminino".
O estado civil das vítimas também surpreendeu o criminologista, já que "o maior número de vítimas são casados" (58,7 por cento). Em segundo lugar surgem os viúvos (25,7 por cento), os divorciados (8,3 por cento) e, por último, os solteiros.
Trata-se, segundo Barra da Costa, de um dado aparentemente "anormal", uma vez que "a referência de fundo coloca, por norma, os viúvos e os solteiros numa situação de maior fragilidade".
Aliás, "um elevado número de vítimas vive acompanhado (181) e apenas uma minoria vive só", prossegue o estudo.
Em termos etários, a idade média das vítimas, independentemente do sexo, é 69,5 anos.
Barra da Costa também analisou os agressores idosos, tendo concluído que são, na maioria, homens (53,5 por cento).

Força Física é mais usada

Em relação ao tipo de crime, Barra da Costa refere que a força física é maioritária, aparecendo registos do seu uso em 58 participações.
"Nos 26 casos em que existe parentesco entre agressor e vítima, torna-se claro o uso da força física, essencialmente no campo das ofensas corporais", lê-se no estudo do criminologista.
O estudo identificou um maior envolvimento dos casados enquanto agressores nos crimes de ofensas corporais (75 por cento), seguindo-se os solteiros. Os crimes por força física são de autoria maioritariamente masculina.

Fonte: www.asbeiras.pt



Comente Comente     Imprimir Imprimir     Enviar artigo Enviar artigo
Classificar artigo:     
1848 visualizações A- A+
ARTIGOS RELACIONADOS
Não tem artigos relacionados.

As mensagens colocadas neste website são avaliadas pela equipa de moderação antes de serem tornadas públicas.
Agradecemos a vossa compreensão.

   
* O Seu Nome:
* O Seu E-mail:
* O Assunto:
* O Seu Comentário:
* Código de Segurança: Confirme o Código de Segurança.
Por favor insira os 6 caractéres que estão presentes na imagem.
A inserção dos caractéres é sensível a maiúsculas e minúsculas (case sensitivity).
 
ZckI0r
  
 
 
* O Seu Nome:
* O Seu E-mail:
* O Nome do Amigo:
* O E-mail do Amigo:
A sua Mensagem:
* Código de Segurança: Confirme o Código de Segurança.
Por favor insira os 6 caractéres que estão presentes na imagem.
A inserção dos caractéres é sensível a maiúsculas e minúsculas (case sensitivity).
 
ds4hmW
  
 
 
PUB
 
OPINIÃO
 
QUESTIONÁRIO
Violência Online Violência Online - informação, investigação, intervenção Violência Online - informação, investigação, intervenção, expertmedia, xmedia